Empregada com síndrome de decoradora

Minha casa está uma loucura. Cheguei de férias na segunda e era uma poeirada só. Vivo um dilema grande: preciso de uma faxineira, mas tem que ser dentro das minhas regras. Estou decidida a não pegar qualquer uma.

Esta nova colaboradora terá que preencher alguns pré-requisitos. Primeiro, ser de confiança. Segundo, não precisar pegar ou levar no ponto de ônibus (lembrem-se, moro muito longe). Terceiro, saber fazer faxina! Já perguntei na portaria do condomínio, mas não consegui nenhuma indicação. Acho que vou partir para os vizinhos. Vai que alguma empregada deles quer fazer faxina depois de sair do trabalho, no sábado! Só que eu não me relaciono com vizinhos…

 Bom, enquanto tento sobreviver a este dilema, vai aí a história excelente de uma leitora e sua empregada.

Uma amiga carioca e advogada de sucesso me contou que a empregada dela (que trabalhava na casa há 9 anos) disse que estava “cansada” e precisava dar um tempo do trabalho. Três dias depois, veio uma moça indicada pela empregada da casa da mãe dela. Uma semana depois,  teve que mandá-la embora.

Logo no início, pintou um clima estranho, de não muito boas vibrações, como eu menciono no blog. Além do mais, não limpava, não passava… um dia ela chegou em casa no meio da tarde e a empregada estava assistindo televisão, com tudo sujo.

Pra completar, quebrou a geladeira recém comprada, o aspirador, rasgou o forro da espreguiçadeira, um estrago geral. O mais engraçado: apesar de não fazer nada direito, queria decorar a casa da minha amiga. Um belo dia, perguntou toda séria:

– A sra. não gostaria que eu mexesse nos móveis, mudasse “a decoração” de lugar?
– Como assim????
– Não, é que eu acho que a cama de casal deve ficar em outra parede, não está legal deste jeito. Outra coisa: por que a sra. não tem cortinas?

Ela pensou: kkkkkkkkkkkkkkk. E respondeu apenas:

– Não é para mexer na decoração, não. Pode deixar tudo como está.

Ela torceu para que a moça pedisse demissão. Mas não pediu, e continuou deixando tudo sujo. Até ser demitida…

8 Comentários

Arquivado em Uncategorized

8 Respostas para “Empregada com síndrome de decoradora

  1. Beth

    kkkkkkkk. É cada história. A minha última me chegou um dia, dizendo precisar falar comigo. Pensei que ela iria pedir demissão (quem dera!), mas era pra dizer que não iria mais vir aos sábados e que eu escolhesse com meu marido entre descontar ou ela ficar até mais tarde (17h30). Como eu já queria demiti-la, disse que ela então procurasse outro emprego. Mas não é que a pessoa mudou radicalmente de opinião? “Não, mas eu não vou sair assim de repente e deixar você na mão…” Faz-me rir. Depois de um mês esquecendo todas as minhas recomendações e quebrando, manchando e encardindo, dei-lhe o aviso prévio que ela cumpriu ao melhor estilo tartaruga… Só rindo pra não chorar.

  2. Márcia

    Muito legal…filhas lindas…mulher ultra moderna. Parabéns pelo trabalho e pelo texto. Mas o que faz com a falta de tempo?rsrsrsrs.bjos. Márcia

    • semempregada

      Estou em falta com você!
      Mas vou dar um jeito nisto esta semana, prometo…
      Com relação à falta de tempo, acho que se eu parasse pra pensar se daria tempo de fazer tudo que eu tenho na agenda, ficaria louca. O importante é ter disciplina, do tipo “tenho que fazer isto hoje, custe o que custar” e não deixar que outros assuntos interfiram de forma drástica nesta determinação!

  3. Muito legaL este site, estava vagando entre paginas por ai e acabei caindo aki. Foi legal acabei dando umas risadinhas, pois minha mae procura uma funcionaria do lar ah mais de um ano e nada… apareceram algumas lah, mas…. mas todas elas tem algo em comun com as que vocês citaram a cima kkkkkk caso encontrem alguma, favor empresta-la aos fins de semana ta? auihauiahu beijos meninas vocês são SHOW!!

  4. kkkkkkkkkkkkkkkk!!!!Estou rolando de rir sozinhaaaaaa!!!!!!
    Seus casos são engraçados e os meus são de terror. kkkkkkkkkkkkk!!! Meu filho já me aconselhou a escrever um livro contandos meus casos de empregadas. kkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!Estou pensando seriamente em fazê-lo!!É muuuito bom a gente ler algo assim. A gente se identifica mointo com quem os escreve, capice?
    Tenho o Blog Maria Positiva onde posto coisas de que gosto. Casos de empregadas poderiam se tornar uma categoria.
    Se você me permitir, postarei esses seus casos, logicamente publicando a fonte, endereço, etc, etc. Contarei também os meus.
    Meus posts são miscelânea de tudo que gosto: poesia, crônicas, artigos, vídeos…qualquer hora, faça uma visitinha, ok? Vou aguardá-la!
    Beijooooooo!!Adorei!!
    E olha que eu estava pesquisando sobre Lavanderias Self Service, porque fiquei com vontade de montar uma. Aposentei-me e estou querendo inventar moda…kkkkkkkkkkkkkkk!!

    • Olá!
      Que bom que vc gostou. Pode postar o que você quiser no seu blog! Com relação a lavanderia, dou a maior força, acho que a gente veio ao mundo pra trabalhar, gerar emprego e fazer a economia se movimentar. Mas tem que procurar bem o ponto. Tenho duas empresas, uma delas é comércio também, e a escolha do ponto foi o mais importante. Boa sorte!

  5. Gabriela

    Olá!
    Eu sou solteira e moro com minha mãe, que tem uma moça que faz faxina na casa, já que eu saio às 05h de casa e só volto às 20h. Só que ela é uma mulher que TUDO que a gente faz não presta, absolutamente TUDO: comida, roupas, escolhas de móveis e eletrodomésticos, etc. Como eu tenho muito pouca roupa, decidi desmontar o guarda-roupa que estava caindo aos pedaços e comprar um gaveteiro e algumas caixas para acomodar tudo e redecorar o meu quartinho (é bem pequeno, não gosto de espaços grandes). Pra mim ficou excelente, ganhei espaço e ainda customizei meus móveis do jeitinho que queria, está tudo super bonitinho e com a minha cara. Pois a mulher odiou a minha nova decoração e avisou à minha mãe que vai colocar a disposição de tudo como estava quando eu tinha um guarda-roupa gigante no quarto. Acabo de escrever um bilhete para ela pedindo por gentileza para não mexer na disposição dos móveis do meu quarto, pois eu gostei deles assim e que se atrapalhasse a limpeza dela, eu mesma passaria a limpar meu quarto e me dei conta do cúmulo da situação de ter alguém dando pitaco em uma vida que não é dela e ainda interferindo como se tivesse o direito. Mas apesar dela ser uma chata de galocha, limpa muito bem, ajuda a gente como pode, e é de extrema confiança, então, creio que eu prefira engolir e escrever bilhetinhos onde eu anote com delicadeza as recomendações do que não fazer com as minhas coisas do que ficar criando caso com ela, mas confesso que quando venho aqui leio cada caso tão escabroso que me dá vontade de largar meu emprego de desenhista técnica para virar faxineira e fazer AQUELA faxina que todo mundo iria ficar boquiaberto, porque peloamordedeus esse pessoal dos posts e dos comentários hein? Beijo beijo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s