Aspirador novo!

Finalmente me decidi! Acabei não comprando a tal da feiticeira elétrica, pois descobri aqui com minhas leitoras que aspirador bom é aspirador que tem bastante Watts. Eu tinha ficado na dúvida entre um de 1.600 e um de 1.000 watts. A minha única condição era que o modelo fosse daqueles verticais, que você não precisa ficar curvado para limpar. Depois de uma pesquisa na internet, em comentários de quem tinha os modelos que eu pré-selecionei, percebi que o aspirador de 1.600 watts era muito pesado.

Entreguei para Deus e comprei o de 1.000 watts. Deu certo! Ele não é muito pesado e tem bastante potência. A regulagem de velocidade é bastate útil, pois, quando chego no tapete, tenho que colocar no máximo, mas quando estou no piso, posso operar no mínimo, sem precisar passar mais de uma vez no lugar. A única coisa chata é que ele, por ser vertical, não entra embaixo do sofá, mas coluna cervical agradece! Bom, mas para quem, até outro dia, vivia com vassoura o mop, não custa nada puxar a sujeita para fora com a vassoura e chupar com o aspirador.

Os pêlos do gato e os cabelos das três mulheres da casa já não me irritam mais! kkkkkkk

Anúncios

11 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Desvendando eletrodomésticos

As férias do trabalho foram boas para eu gastar um tempinho descobrindo porque algumas pessoas compram aparelhos mais caros. O primeiro deles foi o aspirador de pó. Eu vinha “sonhando” em comprar um aspirador tipo “feiticeira elétrica”, mas me perguntava: se ele é tão bom, porque ninguém que eu conheço tem? Entrei nesta maratona desde que uma leitora me revelou que só é possível se livrar, eficientemente, de cabelos humanos e pêlos de animais, com o aspirador.

Bom, parti para analisar os aparelhos que as pessoas mais compram e, por último, fiquei de olho no aspirador do hotel em que estava hospedada. Resultado: quem paga mais está optando por aspiradores mais potentes, com grande poder de sucção. Faz sentido! Quem quer ficar passando o aspirador várias vezes no mesmo lugar?! O aspirador do hotel quase sugou minha roupa! Só soltou quando eu desliguei.

O outro item foi a lava-louças, que também tinha no hotel. Era enorme, tinha oito funções e cabia panela grande (que não ficaram bem lavadas, admito). Não vi grande diferença em relação à minha velha máquina, mas gostei do fato de ter cabido bastante coisa e de ser econômica em termos de água e energia. Fundamental na hora de escolher um aparelho!

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Meu blog não é uma democracia

Quando criei este blog, tinha a intenção primeira de desabafar e, depois, de encontrar pessoas que estivessem passando pelos mesmos problemas com empregados domésticos. Bom, quero esclarecer, então, que não adianta enviar para cá comentários que tentem desmoralizar nem a mim e nem as minhas leitoras assíduas. Não adianta, não vou aprovar comentário de empregada doméstica, de pessoas que nitidamente não são responsáveis pelo relacionamento com estes profissionais em suas casas, ou que simplesmente gostam de defender o que definem como “minorias oprimidas”. Minha última faxineira não se sentia nem um pouco oprimida ao chegar para trabalhar depois do almoço, indo embora às 16h, se aproveitando da minha ausência.

Quem quiser fazer política com empregada doméstica, que crie seu próprio blog! E as empregadas que quiserem voz, também podem criar seus próprios canais.  Aqui, não adianta, não vou publicar. Minhas leitoras chegam aqui sofridas, assustadas, cansadas e era só o que faltava agora eu autorizar a publicação de comentário grosseiro e sarcástico! Faça-me o favor…

A internet deu a todos os seres humanos a possibilidade de ter voz, e aqui é a voz de quem não está satisfeito com seu empregado doméstico. E só. Como toda mulher que trabalha e ainda administra filhos, marido, empregados e casa, democracia é muito bom da porta pra fora!

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

“Veja eletrodomésticos que ajudam a viver sem empregada”, no site R7

Achei esta matéria bem interessante e resolvi comentar cada um dos eletrodomésticos, pois já testei a maioria. Veja a matéria e leia o post depois.

http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/fotos/veja-eletrodomesticos-que-ajudam-a-viver-sem-empregada-20120427-6.html#fotos

Aspirador ergonômico – Americano usa isso desde que eu me entendo por gente! Não sei porque no Brasil só vendem aquelas carroças…

Vaporizador – É muito eficiente, mas não serve para uma pessoa como eu, que não passa roupas…

Lava-louça – A minha está fazendo 20 anos no mês que vem e deu sinais de que vai quebrar… estou desesperada! Não vivo sem ela, então, já estou à procura da substituta. Decidi que comprarei uma com 12 funções, não porque usarei todas, mas porque nestes modelos cabem panelas grandes.

Aparelho esquisito – 24 funções?! Esse bicho beija na boca, também?? Não entendi e não confio nessas coisas…

Fritadeira sem óleo – Vi uma matéria sobre ela outro dia. Dei uma animada, mas descobri que custa mais de mil reais…

Panela elétrica – Minha irmã tem só para fazer arroz. Ela gosta muito. Eu usei uma há muitos anos, quando morava fora. Colocava tudo dentro (em geral, picadinho de carne bovina) e saía para passear. Quando chegava, estava pronto. Não sei se é a mesma, se for, funcionava bem.

Feiticeira elétrica – Está na minha wish list. Tem grande chance de eu comprar, em breve. Já fiz pesquisa de preço e pesquisa de comentários, na internet. As únicas reclamações foram em relação a bateria, que quebra assim que acaba a garantia… consegui um site que dobra o prazo da garantia se você pagar mais 20 reais. O valor total ficou em 189,00. Vou me arriscar…

Tira bolinha – Run Forrest, Run! Quando comprei um desses fiquei revoltada. Não tira quase nenhuma bolinha. Acabei voltando para o bom o velho barbeador, que tira tudo com muita eficiência e nenhum custo. Só cuidado para não rasgar o tecido!

Esfregão de tecido indiano – Tenho um tapete com aquele tecido…

Esfregão elétrico redondo – Já testei e pega tudo, menos cabelo. Na minha casa são três mulheres, um gato e um marido ficando careca… acabei comprando a versão manual mesmo e cato os cabelos com a mão.

10 Comentários

Arquivado em Uncategorized

“Feira mostra eletrodomésticos que ajudam donas de casa” no Jornal Nacional

Existe uma luz no fim do túnel para nós brasileiras! Achei essa matéria na internet e enlouqueci. Fiquei muito feliz em saber que estão chegando ao país tecnologias que americanas e européias já têm há muito tempo. E aquele rodinho que limpa janelas?! Veja a que ponto chegamos, ficamos felizes com um rodo! Hahaha! Mas, vamos combinar, nunca vi faxineira que deixasse uma vidraça impecável como a que aparece nesta matéria. Tenho uma parede de espelho em casa e há muito tempo meu reflexo anda meio turvo nela…

(http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/07/feira-mostra-eletrodomesticos-que-ajudam-donas-de-casa.html)

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

“Quanto custa viver sem empregada doméstica”, matéria de O Globo

O site do jornal O Globo publicou, em abril, uma matéria analisando quanto custa viver sem empregada doméstica (http://oglobo.globo.com/economia/quanto-custa-viver-sem-empregada-domestica-4586485)… eu dei risada! Só pode ter sido um homem que fez aquela planilha comparativa! Uma empregada fixa não custa só o salário dela, custa também o que ela come, que nunca é pouco. Outro detalhe: ela é comparada ao valor de uma creche. Então não é empregada, é babá! E babá não tem tempo de passar, cozinhar e arrumar. Essa lista deveria ser comparada ao salário de uma babá, mais o salário de uma empregada. Quando minha penúltima empregada engravidou, eu disse que ela podia ficar morando com a criança lá em casa. Ela não topou! Disse que não aguentava fazer as tarefas rotineiras e cuidar da própria filha, ao mesmo tempo.

11 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O roubo da empregada

Minha amiga achou o "armário" dela na casa da empregada...

Mais de 50 peças de roupa foram roubadas

Nem gosto muito de tocar neste tipo de assunto, pois sei que assusta a maioria de nós, mas este caso foi inacreditável. A empregada estava na casa da minha amiga fazia cinco meses e, pelo visto, ela roubou o equivalente a uma peça de roupa por dia! Minha amiga demorou a desconfiar porque a maioria das roupas era dos filhos. Só que sumiu um vestido Dolce & Gabbana … ela chamou a polícia e foi bater na casa dela. Qual não foi o susto ao ver que centenas de roupas dos filhos estavam lá. A polícia teve que ajudar a carregar!

Hoje, ela diz que, muitas vezes, perguntava onde estava determinada roupa e a empregada “achava” no dia seguinte, sempre alegando que estava nos brinquedos da filha pequena da minha amiga. A vaca ainda colocava a culpa na criança! Eu tive uma empregada que, em todo jogo do Brasil, levava uma das camisas da seleção, do meu marido. Outro dia, uma leitora estava assustada por ter achado sua toalha de mesa na bolsa da empregada.

A verdade é que é mais comum do que a gente imagina, essa postura de pegar emprestado sem pedir. Não foi o caso da minha amiga, ela foi roubada de forma descarada, mas a maioria de nós passa ou passará por estes “empréstimos”. Confesso que não sei o porquê de muitas delas fazerem isto. Vergonha de pedir, medo de receber um não, descaso conosco? Não sei…

A única coisa que eu sei é que não passo mais por isto. Mês passado, mandei minha faxineira embora, estamos sozinhos novamente e, por enquanto, muito felizes! Em breve, farei um post sobre o ocorrido e como foi este primeiro mês sem ninguém.

71 Comentários

Arquivado em Uncategorized